Levar a questão da sustentabilidade para a realidade local é um grande desafio permanente e antigo, afirmou o secretário-executivo do Ministério do Meio Ambiente, Francisco Gaetani, na abertura do Seminário Nacional para Municípios Sustentáveis, que aconteceu nos dias 23 e 24 de outubro, em Brasília. “O Brasil +20 é um desafio em construção. Precisamos trabalhar a modelagem da interlocução do governo federal com a esfera municipal. Quase todas as políticas públicas são intersetoriais e intergovernamentais”, disse Gaetani.
O objetivo principal do evento foi debater a questão da sustentabilidade nos municípios, iniciando o processo de criação do portal Brasil+20/Municípios Sustentáveis, além de pactuar diretrizes e estratégias para a implantação do Programa. “É um programa ousado, desafiador. É um momento novo, uma oportunidade rica”, disse o assessor da Subchefia de Assuntos Federativos da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, Valmir Dantas.
O encontro reuniu ministérios, instituições, universidades, organizações não-governamentais, consultorias e entidades que possuem iniciativas vinculadas à questão da sustentabilidade, entre as quais a Confederação Nacional das Associações de Moradores (CONAM), representada pelo Diretor de Planejamento, Fernando Pigatto ‘Peixe’. “É a construção coletiva de um programa que se propõe criar uma política nacional para municípios sustentáveis”, explica a diretora do Sistema Nacional de Meio Ambiente (SISNAMA), Silmara Vieira da Silva.
A CONAM foi convidada para o seminário nacional por reunir base social que atua diretamente nos municípios brasileiros e por integrar diversos conselhos que tratam questões relativas à sustentabilidade. “As iniciativas que apresentamos foram acolhidas na estratégia geral para efetivação do Brasil +20 e reforçaremos os eixos de mobilização e capacitação do programa”, informou Pigatto.