Mais médicos chega ao Arquipélago de BailiqueSábado 25 e domingo 26 de Janeiro, as comunidades do arquipélago do Bailique, composto por um conjunto de 08 (oito) ilhas: Bailique, Brigue, Curuá, Faustino, Franco, Igarapé do Meio, Marinheiro e Parazinho, formando um conjunto entre 40 e 45 comunidades aproximadamente 10 mil habitantes, receberam os médicos cubanos que fixarão residência na região por 3 anos. Três ficarão na Vila Progresso, um em Itamatatuba e um na Comunidade de Maranata, onde os médicos foram bem recebidos pela lideranças das comunidades.

Isso demonstra a importância do programa Mais Médicos para a população mais longínqua do centros urbanos das cidades. No caso do Bailique, que fica a cerca de 160 a 180 Km de Macapá, o único acesso é feito via fluvial pelo Rio Amazonas.

Idelfonso Silva
Presidente da FECAP
Conselheiro Municipal de Saúde de Macapá