Com o tema QUEM MUDA A CIDADE SOMOS NÓS. Reforma Urbana Já, a 5ª Conferência realizada em Brasília/DF, de 20 a 24/11/2013 aprovou a moção de apoio à implantação do Parque Natural Rousinete Falcão na Mata do Engenho Uchoa.

 Da direita para esquerda: Bartiria Costa ( Conam ), Abel anuncio face Filho ( FIJ ) e Pergentina Vilarim ( Feru/PE )

Da direita para esquerda: Bartiria Costa ( Conam ), Abel anuncio face Filho ( FIJ ) e Pergentina Vilarim ( Feru/PE )

A moção conseguiu 270 assinaturas, coletadas e apresentadas por Pergentina Vilarim – Fórum de Reforma Urbana de Pernambuco, Abel Filho – Vice-presidente da Federação das Entidades Comunitárias do Ibura Jordão – FIJ ( Recife/PE ), Hilária Oliveira – da cidade Macaparana/PE e Mauro Bernardo – Fórum de Reforma Urbana de Pernambuco, mantendo a determinação do Movimento em Defesa da Mata do Engenho Uchoa.

A aprovação da moção foi apenas uma peça da exitosa estrutura do pensar as cidades, que contou com a presença da presidenta Dilma Rousseff.

A participação da primeira mulher presidenta do nosso país disse da importância da Conferência e ela disse, sem poupar palavras, da importância da CONAM – Confederação Nacional das Associações de Moradores, citando o nome de outra presidenta, disse da força de sua atuação. Dilma destacou ainda, que são lideranças, como Bartíria e tantas outras que estavam naquela conferência, as quais dedicaram suas vidas inteiras pela transformação social, responsáveis por estas conquistas no último período. Em seu discurso, a presidenta ressaltou ainda a importância dos cidadãos para a reforma urbana. “Quem muda asociedade somos nós. É preciso fazer isso com urgência”, destacou Dilma Rousseff ao fazer referência ao tema da conferência.

A delegação de Pernambuco contou com a participação de 71 delegados (as) e dentre estes 20 dos Movimentos Sociais sendo 5 representantes da Conam.

No ato de abertura da Conferência, a presidenta da CONAM, Bartíria Costa, falou em nome do conselho e destacou a importância dos 10 anos de criação e funcionamento do Conselho das Cidades e dos grandes avanços. Destacou também a importância de aprovar o Sistema Nacional de Desenvolvimento Urbano – SNDU e a luta dos movimentos contra os despejos.

Também foi aprovada uma lista com 42 moções da 5ª Conferência Nacional das Cidades.

A chapa eleita pela plenária foi chamada de ‘Reforma Urbana já com unidade popular’, sugerida pela Conam. Segundo o coordenador da entidade, Fernando Pigatto, a proposta foi concluída após muito diálogo entre as entidades. “Daqui a um ano e meio nós vamos ter a unidade representada e construída em um único conselho”, defendeu.

Para o primeiro período, a chapa ganhadora é composta por 13 conselheiros da UNMP, 12 da Conam, 11 da CMP e 10 do MNLM. Para o segundo período, a composição é a seguinte: 12 da Conam, 11 da CMP, 11 do MNLM e 12 da UNMP.

Cerca de 3 mil participaram da 5ª Conferência: entre delegados (2.681) observadores ( 400 ) e delegados natos ( 181 ).

Segue abaixo a moção apresentada, e aprovada:

MOÇÃO DE APOIO À IMPLANTAÇÃO DO PARQUE NATURAL ROUSINETE FALCÃO

Quando a criatividade nossa, dos pernambucanos, se expressa através da música e da dança, manifestando toda nossa irreverência, o Movimento em Defesa da Mata do Engenho Uchoa participa com a TCM Arrebenta Sapucaia! desfilando pelas ruas do Barro, bairro do Recife, embalada pela força e a beleza do nosso frevo.

Foi a necessidade de manter o Movimento vivo, mesmo na época momesca, que brotou, no centenário do frevo, a Troça com seu hino e seu lindo estandarte para arrebentar o entusiasmo e a determinação de uma luta que completava então 28 anos.

O Movimento que iniciou como Amigos da Mata e hoje girando em torno dele mais de cem instituições, só para citar três exemplos que sejam universidades, instituições religiosas e Movimentos Culturais e Sociais para preservar e hoje reivindica a implantação do Parque Natural Rousinete Falcão.

Entendemos que esse Movimento contribui para fortalecer a Luta pela Reforma Urbana, reforma essa cuja necessidade se apresenta mais candente quando a concentração populacional na área urbana era de 84,4% em 2010 contrastando com 36% em 1950.

Entendemos também que concomitantemente necessário se faz outras reformas, como a Agrária, a da Educação, Política, Comunicação e a Tributária. Porque além de uma residência confortável e uma mobilidade adequada, a população de uma cidade vota, estuda e contribui com tributos. Em fim tudo isso deverá ser orquestrado por um projeto nacional de desenvolvimento.

Reforma Urbana já para a nossa Recife, com seus rios, suas pontes e seus viadutos, cortejada pelo majestoso Oceano Atlântico.

Congratulando-se com a 5ª Conferência Nacional das Cidades, o Movimento em Defesa da Mata do Engenho Uchoa sugere que essa vitoriosa Conferência aprove a Moção de Apoio à Implantação do Parque Natural Rousinte Falcão nos Cento e Noventa e Dois Hectares remanescentes de Mata Atlântica.

Mais um parque para a cidade.

Recife merece.

Quem muda a cidade somos nós. Reforma Urbana Já.